Arena Cross - Final - Ilha Bela SP


Atualização: 07/12/2015

 Paulo Alberto é campeão do Arena Cross 2015


Paulo Alberto / Foto: Guto Bernardes


Em ano de estreia na categoria PRÓ, piloto da Honda Móbil dá show; Jean Ramos venceu em Ilhabela para ficar com o vice-campeonato 

Um show de manobras, saltos e pegas emocionantes na briga pelo título. Estes foram alguns dos ingredientes que tiraram o fôlego do público presente na Super Final do Arena Cross na paradisíaca Ilhabela, litoral norte de São Paulo. 
A expectativa era muito grande, afinal, como o regulamento previa pontuação dobrada, ninguém poderia se considerar vitorioso antes da bandeirada final. E foi exatamente isso que aconteceu, com títulos que foram decididos em manobras rápidas dentro de uma atmosfera de festa, mas também com muita pressão em cima de pilotos e equipes. 

Duelo Arena 1x1
Novidade no Arena Cross 2015, a disputa reúne os dois primeiros colocados no classificatório da MX Pró em um duelo de duas voltas. Jean Ramos e Adam Chatfield, respectivamente primeiro e segundo colocados no classificatório, fizeram um duelo rápido e emocionante. 
Melhor para o britânico da Honda IMS, que venceu o brasileiro da Yamaha Geração. Após uma largada fantástica, Jean sofreu uma queda na última volta. Um detalhe interessante: Jean Ramos esteve nas cinco disputas, ou seja, se manteve entre os primeiros durante toda temporada. 
Categoria 50cc - 


Rafael Becker / Foto: Guto Bernardes




Na categoria 50cc a vitória foi de Rafael Becker, o garotinho de Santa Catarina venceu a corrida e o campeonato, vibrando muito com o resultado.
- Eu gostaria de agradecer aos patrocinadores, família, ao chumbinho (Becker) e toda a equipe. Tive a oportunidade de treinar bem no Mato Grosso, correr na Flórida (EUA) e chegar bem aqui - completou emocionado o garoto, que também fez o holeshot da prova.
A segunda posição foi de Garmichel Rodrigues, com Gustavo Oliveira em terceiro. O vice-campeonato foi para Raul Miranda, que não fez uma boa largada, fato que o impediu de brigar pela corrida e consequentemente pelo título. (Vide classificação do campeonato)


Classificação da prova

1º Rafael Becker #7
2º Garmichel Rodrigues #4
3º Gustavo de Oliveira #22
4º Raul Miranda #205
5º Gustavo Rodrigues #55








Categoria 65cc - 


Carlos Eduardo Pereira "Dadal" / Foto: Guto Bernardes 




Na 65cc festa foi mineira em Ilhabela. Carlos Eduardo Pereira - O Dadal - fez uma prova impecável, contou com o tombo de Carlos Eduardo Baltazar, venceu a prova e o campeonato com 114 pontos.
- Quero agradecer primeiramente a Deus. Foi uma semana difícil de muito trabalho. Agora é comemorar e pensar em 2016 - completou o garoto da cidade de Cristiano Otoni. 

Completaram o pódio José Antônio Pedro e Diogo Nascimento. O holeshot da prova foi de Carlos Eduardo Baltazar, que ficou com o vice-campeonato após 86 pontos. (Vide classificação do campeonato)

Classificação da prova

1º Carlos Eduardo Pereira - #77
2º José Antônio Pedro - #89
3º Diogo Nascimento - #2
4º Carlos Eduardo Baltazar - #14
5º Caíque Takeyama - #110


Categoria Júnior - 


Renato "Muguinho" Paz / Foto: Guto Bernardes



Renato Paz, o Muguinho, fez a festa em Ilhabela com o título da Júnior. O piloto de Bragança Paulista foi o terceiro colocado na prova, o que lhe garantiu o a taça em Ilhabela com 107 pontos conquistados. 
O Holeshot foi do quarto colado Bruno Schmitz. Renan Goto venceu a prova, com Leonardo Cassaroti em segundo na prova e vice no campeonato marcando 101 pontos. (Vide classificação)
- Gostaria de agradecer a Deus, minha equipe, família. Larguei em quinto, tive que me recuperar, mas consegui uma posição que me deu o título. Estou muito feliz, vou levar essa taça para Bragança e comemorar - Comemorou Muguinho, campeão da Júnior. 

Classificação da prova

1º Renan Goto #55
2º Leonardo Cassaroti #25
3º Renato Paz #101
4º Thiago Brenner #24
5º Bruno Schmitz #40

Categoria MX2 - 


Hector Assunção / Foto: Guto Bernardes 



Na categoria MX2 o show foi de Hector Assunção. O piloto paulista que já tinha feito o melhor tempo no classificatório, deu show na pista de Ilhabela, venceu o duelo particular com Dudu Lima, a prova e o campeonato. Desta forma o piloto da Honda Mobil coroa uma recuperação espetacular a partir da metade da temporada, sendo vitorioso por apenas um ponto de diferença para Dudu Lima (100 a 99).

- Foi sensacional, me recuperei no campeonato, é muito bom vencer aqui em Ilhabela e comemorar esse título pela primeira vez no Arena Cross - Disse Héctor Assunção. 

A segunda posição ficou com Dudu Lima, que também foi vice-campeão. Completou o pódio o gaúcho Enzo Lopes. O holeshot foi de Fábio dos Santos.
- Infelizmente no início da temporada quebrei meu dedo, e isso me atrapalhou bastante no rendimento, mas estou feliz com o resultado alcançado. Agora é planejar 2016 - Disse o vice-campeão Dudu Lima. 

Classificação da prova

1º #30 Hector Assunção 
2º #2 Dudu Lima
3º #16 Enzo Lopes
4º #945 Leonardo de Souza
5º #282 João Pedro Ribeiro


Categoria MX PRÓ - 


Jean Ramos / Foto: Guto Bernardes 




1ªBateria - Esperança brasileira com Jean Ramos
Na primeira bateria da PRÓ, a mais importante do Arena Cross, a vitória foi de Jean Ramos da Yamaha Geração. O brasileiro foi soberano, liderando de ponta a ponta a prova. O britânico Adam Chatfield da Honda IMS foi o segundo, obedecendo a ordem do classificatório. A terceira posição foi do equatoriano Jetro Salazar da Escuderia X.
A essa altura do campeonato, o português Paulo Alberto, quarto na bateria, liderava com 180 pontos, apenas 5 de diferença para Jean Ramos que somava 175 pontos. Ou seja, tudo iria ser decidido na segunda bateria, e quem vencesse iria faturar o título da temporada 2015. 

2ªBateria - Festa portuguesa com o Campeão Paulo Alberto 
Jean Ramos e Paulo Alberto iniciaram a segunda bateria com a pressão pela vitória. Logo na largada o brasileiro foi espremido pelo pelotão intermediário, o que dificultou a briga pela primeira posição. O piloto da Yamaha ainda sofreu uma forte queda nos minutos finais. 
Melhor para Paulo Alberto, que assumiu a ponta após o holeshot de Jetro Salazar, que foi segundo colocado, para não mais perder a prova e o campeonato que ele liderou desde o início. 
Os números do português foram impressionantes, alcançando três vitórias em cinco etapas, totalizando desta forma 220 pontos em sua estreia na PRÓ. 
- Estava com muita dor nas costas na primeira bateria, mas sabia que tinha necessidade da vitória, então fiz um último esforço. Quero agradecer a minha equipe por todo o trabalho, foi o primeiro ano na PRÓ, e fazer a estreia com o título é sensacional - Comemorou o Português. 
O brasileiro Jean Ramos chegou em terceiro, mas garantiu a vitória na etapa na soma das duas baterias. O vice-campeonato veio após intensas disputas com Paulo Alberto. 
- Cometi alguns erros e tive algumas quedas que comprometeram o campeonato. Mas não deixa de ser muito bom esse resultado de vice-campeão. Agora é pensar em 2016 e lutar mais forte pelo título - Comentou o brasileiro. 

Pódio da PRÓ na soma das duas baterias em Ilhabela

1º #10 Jean Ramos 
2º #211 Paulo Alberto 
2º #920 Jetro Salazar






Parceria com a prefeitura de Ilhabela - 
A última etapa da temporada 2015 do Arena Cross contou com a importante parceria da prefeitura de Ilhabela. No palco das autoridades, o prefeito Toninho Colucci (PPS) saudou o Arena, dizendo ser um marco de emoção para a cidade litorânea. 
- Estou orgulhoso, foi uma grande festa para o povo de Ilhabela. Foi um grande prazer essa parceria com a Romagnolli, e tenho certeza que proporcionamos um espetáculo, um marco para nossa cidade - Colocou o prefeito. 
Carlinhos Romagnolli, presidente da Romagnolli Promoções e Eventos, também usou o microfone para agradecer a prefeitura de Ilhabela. 
- Tivemos uma semana difícil, com muita chuva. A prefeitura foi uma grande parceira, não fosse a equipe de obras, teríamos sérias dificuldades. A parceria com o município foi fundamental para o sucesso do evento - Colocou Romagnolli. 

Classificação final do campeonato após a última etapa em Ilhabela 

MX PRÓ
1º #211 Paulo Alberto - 220 pontos 
2º #10 Jean Ramos - 205 pontos
3º -#1 Carlos Campano - 157 pontos
4º #407 Adam Chatfield - 156 pontos
5º #920 Jetro Salazar - 147 pontos

MX2
1º #30 Héctor Assunção - 100 pontos
2º #2 Eduardo Lima - 99 pontos
2º #282 João Pedro Ribeiro - 83 pontos
4º #16 Enzo Lopes - 79 pontos
5º #945 Leonardo de Souza - 59 pontos


Júnior 
1º - #101 Renato Paz- 107 pontos
2º - #25 Leonardo Cassaroti - 101 pontos
3º - #55 Renan Goto - 87 pontos
4º - #24 Thiago Brenner - 79 pontos
5º #40 Bruno Schmitz - 51 pontos


65CC
1º #77 Carlos Eduardo Pereira - 114 pontos
2º #14 Carlos Eduardo Baltazar - 86 pontos
3º #44 Marcelo Leodorico - 67 pontos
4º #89 José Antônio Pedro - 61 pontos
5º #805 Bernardo Zeppelini - 60 pontos

50CC
1º #7 Rafael Becker - 114 pontos
2º #205 Raul Miranda - 90 pontos
3º #4 Garmichel Rodrigues - 90 pontos
4º #4 Gustavo Rodrigues - 69 pontos
5º #22 Gustavo de Oliveira- 67 pontos

Classificação completa em www.arenacross.com.br

Comentários